quarta-feira, 28 de junho de 2017

DIA DO ORGULHO LGBT

Olá Tchutchucas!

Hoje é dia 28 de junho e a exatos  48 anos atrás uma ação que para eles não passava de uma simples defesa, acabou se tornando o primeiro passo rumo a luta contra a homofobia.
A data celebrada e lembrada mundialmente, que marca um episódio ocorrido em Nova Iorque, em 1969. Naquele dia, as pessoas que frequentavam o bar Stonewall Inn, até hoje um local de frequência de gays, lésbicas e trans, reagiram a uma série de batidas policiais que eram realizadas ali com frequência.
O levante contra a perseguição da polícia às pessoas LGBT durou mais duas noites e, no ano seguinte, resultou na organização na 1° parada do orgulho LGBT, realizada no dia 1° de julho de 1970, para lembrar o episódio. Hoje, as Paradas do Orgulho LGBT acontecem em quase todos os países do mundo e em muitas cidades do Brasil ao longo do ano.


Eu comecei a pesquisar sobre o assunto pensando em trazer um conteúdo mais completo, mas percebi que esse não é meu objetivo aqui no blog e muito menos na minha vida. Eu não quero apenas passar informação e sim tentar conscientizar.
Eu acredito muito que a única coisa que pode dizer se duas pessoas devem ficar juntas ou não é o amor que elas sentem. Quando você ama o próximo e aprende a respeitar as pessoas, a sexualidade ou identidade de gênero não é critério. Somos pessoas "iguais", nascemos, crescemos, morremos.
Sempre que vejo alguém usando a religião para discriminar ou julgar uma pessoa só porque ela não se enquadra dentro do seu padrão de sociedade correta me entristeço. Eu fico realmente imaginando Deus lá do céu falando com um anjo: "Quando foi que eu disse que era para eles decidirem por mim o que é certo é o que é errado?"
A ordem dele foi apenas que amassemos uns aos outros, então por mais que você não consiga aceitar a sexualidade do seu irmão, porque aos olhos de Deus somos todos irmãos sim, você goste ou não, apenas respeite e ame ao próximo como a si mesmo.
O Brasil é um dos países onde mais se matam Travestis e transexuais no mundo, e cada  vez que você propaga o ódio por causa de algo que nem se quer tem a ver com a sua vida, você esta trabalhando para que mais pessoas inocentes morram.
Existem pessoas ruins e pessoas boas e isso não tem nada a ver com a sexualidade ou gênero.
Espero que vocês reflitam sobre isso e passem adiante, já que agente colhe aquilo que plantamos, vamos escolher amor como semente!
Um beijo grande e obrigada por me ouvir.

Nenhum comentário:

Postar um comentário